Vigilância Sanitária intensifica fiscalização em estabelecimentos de Tijucas



A Vigilância Sanitária de Tijucas está trabalhando de forma intensa na fiscalização de estabelecimentos responsáveis pela comercialização e manipulação de alimentos no município.

Durante as últimas semanas a equipe de fiscais realizou diversas vistorias em mercados e açougues da cidade a fim de verificar as condições de armazenamento, manipulação e procedência dos alimentos comercializados.

De acordo com o Fiscal de Vigilância Sanitária, Gilberto Guedes, “na primeira vistoria, caso seja encontrada alguma irregularidade, nós orientamos o proprietário do estabelecimento e cobramos a regularização da situação, fazendo nova vistoria alguns dias depois” – afirma.

Nesta segunda visita, caso ainda não esteja de acordo com o que determina a legislação, o estabelecimento é notificado pela Vigilância através de um auto de intimação e volta a ser visitado depois de um determinado prazo. Somente após esta etapa, se ainda não tiverem sido adotadas as providências determinadas pela Vigilância, o estabelecimento é interditado e fica impedido de funcionar até que a situação seja totalmente regularizada.

A Fiscal Sanitária Rozani Saramento Casas afirma que recentemente foi preciso interditar um mercado em Tijucas por apresentar risco sanitário imediato. “Já encontramos situações bem graves que nos obrigaram a interditar o comércio por falta de higiene, mau condicionamento dos alimentos, risco de contaminação por embalagens armazenadas em local incorreto e também por constatarmos a presença de animais roedores nos locais em que eram guardados e manipulados os alimentos” – diz a Fiscal.

Ela ainda afirma que também foi preciso notificar estabelecimentos que comercializavam carne de origem animal de procedência duvidosa. Em todos os casos a comercialização só foi restabelecida após liberação da Vigilância Sanitária.

O trabalho de fiscalização da Vigilância Sanitária é regulamento pela Lei Estadual número 6.320/83, de Santa Catarina. Entre as exigências dispostas na lei, destaque para o artigo 30 o qual estabelece que “toda pessoa que produza, fabrique, transforme, comercie, transporte, manipule, armazene ou coloque à disposição do público, inclusive ao ar livre, alimentos e/ou bebidas, deve obedecer aos padrões de higiene e salubridade estabelecidos em lei e regulamento”.

As vistorias são feitas de forma constante pela equipe e nos próximos meses os fiscais estarão visitando todas as panificadoras, mercados, açougues, restaurantes e demais estabelecimentos ligados ao setor da alimentação em Tijucas para verificar a regularidade dos mesmos.

Algumas visitas são acompanhadas por médicos veterinários e técnicos da CIDASC, os quais auxiliam na avaliação dos locais e produtos.

O Setor também recebe denúncias da comunidade. Caso você saiba de algum estabelecimento que esteja funcionado de forma irregular ou desrespeitando a legislação vigente, informe a Vigilância Sanitária de Tijucas pelo telefone (48) 3263-4452.

.

*As fotos publicadas nesta reportagem foram retiradas durante a fiscalização dos estabelecimentos, no momento da notificação ou interdição, portanto, antes de passarem pelas adequações exigidas pela Vigilância para voltarem a funcionar.

.

(Texto: Karina Peixoto | Fotos: Vigilância Sanitária de Tijucas)

Publicado por: Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>